paulofreitas2

Homem que confessou ter matado fotógrafo vai a julgamento em SP

Crime aconteceu em setembro de 2013, em Itanhaém, no litoral de SP.
Vítima morreu sufocada e teve seu corpo ocultado pelo assassino.

 

Polícia encontra corpo de fotógrafo desaparecido em Itanhaém (Foto: Reprodução / TV Tribuna)Homem que confessou ter matado repórter fotográfico vai a julgamento 

O homem que confessou ter assassinado o repórter fotográfico Paulo Freitas será julgado nesta quinta-feira (10) no Fórum de Itanhaém, no litoral de São Paulo.

Ronaldo da Silva, de 40 anos, é acusado de matar Freitas, em setembro de 2013, em Itanhaém. A vítima morreu sufocada e teve seu corpo ocultado pelo assassino confesso.

Além do homicídio qualificado, Silva é acusado também de furto e ocultação de cadáver. Caso condenado, ele poderá pegar uma pena entre 14 e 37 anos.

O julgamento tem previsão de início às 10h. O Fórum de Itanhaém fica localizado na avenida Rui Barbosa, 867, no Centro.

Crime
O repórter fotográfico foi assassinado no dia 28 de setembro de 2013, no bairro Balneário Gaivota. Dias depois, o corpo da vítima foi localizado em uma vala, às margens da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, na altura do bairro Jardim Anchieta.

Ronaldo foi preso em Peruíbe, também no litoral paulista, depois do corpo ter sido encontrado. Os dois estavam a caminho de um forró quando o crime aconteceu. “O motivo teria sido vingança. Parece que eles haviam tido um desacerto, uma briga dentro do veículo, ambos haviam ingerido bastante bebida alcoólica e acabou tendo uma desavença”, explicou à época, o delegado Douglas Borguez.

 

 

 

*fonte G1




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com